09 janeiro 2007

Tapadinha

A recente vitória do Atlético em casa do Futebol Clube do Porto para a Taça de Portugal em futebol, e a consequente festa dos seus adeptos, fez-me imaginar de forma muito sentida como seriam os festejos do meu avô, quando cá andava e ainda acompanhava o seu Atlético. Acho que ele nunca foi um grande adepto de futebol, mas o Atlético puxava-lhe a língua para falar do tempo dos grandes jogos, do tempo em que os jogadores jogavam à bola e trabalhavam na estiva.

E fez-me lembrar também que o Atlético foi o primeiro e único clube que se arriscou a ter-me como jogador. É certo que o risco logo se dissipou e que aos olheiros bastaram pouco mais de cinco minutos do treino de captação para perceberem que não seria por mim que teriam melhor sorte. Imagino o que seria hoje se eles se tivessem enganado. Acho que, mesmo rejeitado, também sou um bocadinho do Atlético.

0 Comments:

Enviar um comentário

<< Home

Subscrever Enviar comentários [Atom]