12 março 2008

Fenómenos


O Entroncamento é um concelho pequeno, que não chega a ter 14Km quadrados. É uma cidade com uma população entre 15 e 18 mil pessoas. Como muitas outras cidades deste país, a gestão desta dá mais importância a factores pouco relevantes do ponto-de-vista social, sobretudo em época de crise acentuada, nomeadamente ao embelezamento de rotundas e pequenos canteiros ajardinados, com iluminação (?) e rega automática, do que a projectos estruturantes, a funções que possam dinamizar e promover um crescimento real, que tornem a cidade mais apetecível para empresários, investidores (não-imobiliários...) e para os cidadãos em geral. Coisas como segurança, mobilidade, sustentabilidade seriam bem-vindas num concelho cuja juventude relativa o deveria ter poupado aos habituais atentados à civilidade que são as nossas cidades – trânsito desregulado e perigoso, vias e edifícios (mesmo os novos) não adaptados a portadores de deficiência ou a cidadãos com mobilidade reduzida, desperdício de água e energia, etc.

É curioso atentar no quadro do orçamento para 2008 e reparar que, nas funções sociais, a rúbrica ESPAÇOS VERDES consegue, com mais de 2,4 milhões de euros (18,5%), amealhar o dobro da dotação da EDUCAÇÃO! Ou seja, se a matemática não me atraiçoa, serão cerca de 175 euros por metro quadrado para os espaços verdes da cidade.

Ao mesmo tempo, o edil queixa-se de como o governo foi ao bolso das finanças locais, prejudicando o desenvolvimento de novos projectos. Não há dúvida, estes exemplos de gestão só vêm dar razão aos Sócrates deste país, que nos fazem apertar o cinto em nome de um equilíbrio das finanças desgovernadas.

Com a multiplicação de tantas situações aberrantes ao nível da gestão pública, em particular na gestão local, não se está a justificar a investida do poder central? Não se está a "sufragar" as medidas impopulares e tremendamente injustas para a maioria dos cidadãos?

(O quadro reproduzido foi adaptado da Revista Municipal, vulgo boletim de propaganda política, n.º 54, do 4.º trimestre de 2007.)

Etiquetas: , , , ,

0 Comments:

Enviar um comentário

<< Home

Subscrever Enviar comentários [Atom]