29 setembro 2008

Revisitar

«[…] Ainda que todos os acasos sejam igualmente improváveis, eles revelam-se na expectativa de mudança que em nós provocam, que apenas se concretiza na medida directa da nossa tolerância ao desconhecido […]»
(Texto incompleto, Junho de 1997.)

Etiquetas: ,

0 Comments:

Enviar um comentário

<< Home

Subscrever Enviar comentários [Atom]