24 setembro 2008

Uma ventoinha em cima de cada prédio, uma cobra em cada aquaparque

Eu patrocino

«[…] Em Portugal não são consumidos 40% da energia de fontes de energias renováveis. Isso era bom era. Vamos com cerca de 15 %, quer Portugal, quer a União Europeia. A meta da União Europeia para 2010 é 21%. O resto da energia consumida em Portugal é de petróleo e do carvão, meus amigos. E em 2015, a central de Sines e 25% da produção vai à vida. Por isso é bom que patrocinem o slogan "uma ventoinha em cima de cada prédio, uma cobra em cada aquapark", porque senão daqui a 10 anos estamos todos a deitar-nos com as galinhas! Como sugestão, deixo uma nova fonte de energia renovável: O sexo! Adaptem aos colchões a tecnologia usada nas ondas! Se for preciso, colchões de água. M*car é gerar! Não digam é ao Bento XVI que ele excomunga-nos.»


Comentário de Pedro Lucas, de Lisboa, em 24.09.2008, a uma notícia no Público sobre a instalação em Portugal do primeiro parque de aproveitamento da energia das ondas, na qual, ao que parece, se exagerou ligeiramente na avaliação das fontes renováveis de energia actualmente disponíveis em Portugal. Mas não faz mal, o que conta é que não tarda nada vivemos sem petróleo, ou quase (mas a Sonangol é bem-vinda na mesma).

Etiquetas: , , ,

0 Comments:

Enviar um comentário

<< Home

Subscrever Enviar comentários [Atom]